Necessidade De Impor Uma Directiva Do Parlamento Europeu

Insistimos Na Necessidade De Impor Uma Directiva Do Parlamento Europeu

I. INTRODUÇÃO

Nós, as vítimas de agressão por meio de armas electromagnéticas e neurológicas estamos a organizar uma demontração pacífica em Estrasburgo, dia 22 de Junho 2009, no Tribunal Europeu do Direitos Humanos, na “Allée des Droits de l’Homme” e no dia 23 de Junho no Conselho da Europa, na “Avenue de l’Europe”, ambos entre as 10:00 e as 17:30
Queremos manifestar-nos contra o uso de armas psicótronicas, electromagnéticas e neurológicas, em experiências com objectivos de tipo Nazi em cidadãos inocentes e exigir leis a nível europeu que proibam o fabrico, posse, transporte, comércio e uso destas armas.
Insistimos na necessidade de impor uma directiva do Parlamento Europeu aos estados membros. Exigimos que as respectivas leis sobre armamento sejam adaptadas a uma nova tecnologia de producção de armas.
Esta tecnologia, que hoje em dia é usada pelos complexos industrial-militares bem como pelas polícias secretas, tem um grande alcance e uma grande variedade de aplicações, é considerada como secreta e nestes termos classificada como arma psicofisica com efeitos letais e não letais.
Temos que pôr um fim ao desenvolvimento dramático do uso criminoso destas armas e à flagrante violação dos direitos humanos que são causados por experiências humanas secretas que normalmente conduzem à morte das vítimas.
Como parte de uma decisão o Parlamento Europeu fez uma audição em 1999. Exigiu-se a interdição ao desenvolvimento desta tecnologia que abre as portas à manipulação de seres humanos.
Entretanto, os seguintes estados adaptaram as suas leis a esta tecnologia de fabrico de armas, dos quais estamos na posse das propostas de lei:
– Desde 2001 a Russia pune com a pena de prisão a posse, comércio, e uso de armas capazes de enviar certas ondas electromagnéticas e infra e ultrasons.
– Em relação aos estados do Michigan e Massachussets, há uma nova lei que proibe o fabrico, posse, transporte e uso, de forma prejudicial, criminosa ou terrorista, de armas ou quaisquer aparelhos que emitam radiação electromagnética (entre os quais microondas).
A ofensa pode ser punida com penas desde os 15 anos de prisão até à prisão perpétua.
Os estados do Michigan e Massachussets já aprovaram leis sobre o abuso com armas electrónicas ou electromagnéticas. As Leis 4513 e 4514 da Câmara dos representantes do Michigan já estão em vigor desde 1 de Janeiro de 2004.
Estas leis concebem possíveis penas de prisão perpétua para todos os inividuos que sejam considerados culpados de usar materiais que causem danos corporais ou morte.
A Lei 4513, secção 200 H, sub-secções (k) e (m) (vii), e a Lei 4514, secção 200 i (1), subsecção (d), descrevem sumáriamente os aparelhos ou armas electromagnéticos.
O seguinte site dá acesso a estas leis do Michigan:
http://www.michiganlegislature.org/documento/2003-2004/publicact/htm/2003-PA-0256.htm
Os Capítulos 140 e 170 das leis gerais do Massachussets entraram em vigor em 15 de Julho de 2004. As leis referem-se ao comércio e posse ilegal de armas electromagnéticas.
– A Bulgária tem a mesma lei da Russia, mas os projectos de lei não estão na nossa posse.
Uma petição foi submetida em 2003 à Comissão de Petições do Parlamento Europeu. Apesar disto, após a apreciação a Comissão remeteu o caso para a competência dos respectivos estados membros.
Pedimos-lhe que tenha este assunto em consideração e que nos conceda uma entrevista que nos permita clarificar a presente situação e complementar esta descrição verbalmente.

2. APELO

Não somos agitadores políticos. Somos honestos cidadãos à procura de paz, saúde e liberdade. Contra a nossa vontade, colocaram-nos numa situação desesperada que nos pressiona a prevenir todas as pessoas honestas como nós da ameaça comum que sobre nós paira.
Sabiam que, há mais de 20 anos, cidadãos inocentes, da nossa pretensa “democracia”, são torturados à distância, nos seus próprios domicílios, através de muros e janelas? Já não existe vida privada com os seus aparelhos ditos “através das paredes”, que tudo vêem através dos muros.
Todos podem ser perseguidos, todos os recantos da sua intimidade, e ser seguidos onde quer que vão. Hoje, quantas pessoas são maltratadas físicamente e psiquicamente pela utilização criminosa de aparelhos que emitem micro-ondas? Pessoas e famílias inteiras são desorientadas, atormentadas e mortas por armas de energia dirigida (“DEW”- Directed Energy Weapons). Inocentes são submetidos à chamada “morte lenta”. As células do corpo são danificadas, bem como o sistema nervoso, conduzindo a doenças de deterioração dos orgãos, ataques cardíacos…
As vítimas são atingidas directamente nos seus pensamentos, nos seus sentimentos e no seu comportamento pelas armas psicotrónicas. Estas armas são utilizadas em segredo e à distância, o que permite a cobardes perversos que pertencem ao domínio militar e aos serviços secretos torturar e assassinar inocentes.
Todos os direitos humanos existentes são abalados, sem que as vítimas possam beneficiar de qualquer ajuda da justiça. Os sítios Internet onde elas se juntam são o seu único apoio.
Vamos deixar que isto se espalhe até ao ponto de não regresso?
Estes brutos não ignoram que a existência de tais armas é protegida pelo Defesa Secreta, e que a sua utilização não pode ser provada.
Temos urgente necessidade de que os meios de comunicação social e o mundo político conheçam este problema.
Necessitamos de leis que persigam os assassinos e que protejam os cidadãos eficazmente.
A Rússia e o estado do Michigan (EUA) alargaram as suas leis no bom sentido, mas sem erradicar o problema.
Recordem-se da Segunda Guerra Mundial. O NSDAP ganhou o poder ao aliar-se ao grande capital, que incentivou, e ao explorar uma população dominada pelo terror. Uma vez instalado o terror, os resistentes eram fuzilados e os partidos políticos eram reduzidos ao silêncio.
Não havia ninguém que impedisse os comboios que levavam os presos para as câmaras de gás ou que fizessem experiências nos humanos por médicos como Mengele.
As coisas foram tão longe que quase atingimos o crepúsculo da humanidade. Porquê não houve reacção política em tempo desejado, quer dizer, antes que o doutrinamento do terror fizesse a sua obra?
Uma guerra mascarada, insidiosa intalou-se gradualmente nos corpos, nos espíritos e nas vidas dessas vítimas. A opinião geral é de que a duplicidade é o seu principal instrumento. Não queremos voltar a isso.
Martin Luther King disse: “Devemos desconfiar dos que nos prometem a segurança em detrimento da nossa liberdade. Devemos reconhecer que uma parte do preço da liberdade é também a insegurança mas que o preço da segurança total é a crueldade, a escravidão “.
Assim, incumbe à Europa um dever especial de vigilância , pois a nossa democracia está a ser “sujada” sem reacção nem barreiras políticas. Não existem limites ao novo terror?
Solicitamo-los a não desviarem os olhos. Isso seria demasiado grave. Ajudem a encontrar um real apoio em todo o país, e a conduzir a medidas eficazes nesta luta.

Cordiais saudações

————————————————————————-

Assunto: Tortura tecnológica e controlo da mente

Este é uma mensagem de alerta para o perigo de ser torturado com tecnologia militar para a estimulação do cérebro distância e que produzem diversas doenças mentais como esquizofrenia e depressão.

Algunas referências:

1. No livro ‘Mind Wars’ o médico bioético Jonathan Moreno advertiu que as investigações em neurociência estão nas mãos do complexo militar-industrial em que os E.U. não costumam respeitar os direitos humanos. Para além disso, estas investigações, disse o Dr. Moreno, foram efectuadas sem qualquer controlo, estando a ser mais perigosas que a tecnologia atómica já que permitem a manipulação e engano massiço do cérebro das vítimas.

2. Tecnologias para emitir sons para o cérebro, que enviam mensagens subliminares, e que, provavelmente, também permitem hipnotizar pessoas à distância.
Em calão militar são chamados V2K.

3. Nanotecnologia, que permite a produção de sondas de pequeno tamanho entre 100 e 200 átomos de diâmetro, que podem ser instaladas para espiar ou manipular os pensamentos e emoções.

Peço-lhe que faça o possível para fiscalizar, controlar e legislar estas perigosas tecnologias que permitem a tortura, manipulação e crimes de toda natureza, e que já deixaram de pertencer à Ficção Ciêntifica.

Permita-me perguntar-lhe:

Poderia V. Excelência orientar-me para alguma instituição internacional que pudesse comprometer-se a ajudar-nos e a levar até ao conhecimento público este tipo de tortura praticada à distância por meios invisíveis (electrónicos, entre outros)? Por exemplo, a presidente da Comissão dos Direitos Humanos do Parlamento Europeu, pura e simplesmente ignorou a Declaração de Cidadãos Preocupados, assinada por mais de 200 vítimas em todo o mundo. Se este tipo de crimes horrendos contra a humanidade não é preocupante para esta senhora, quem, na sua opinião, poderia mostrar interesse em defender as vítimas com base em que tratado ou convénio?
Relembro que o parágrafo 27 da Resolução A40005/99 do Parlamento Europeu solicita a celebração de um tratado sobre armas de manipulação. Até o momento, nenhuma instituição internacional, ao que parece, se sente compelida em termos de investigar os ataques à distância por meio invisível (eletrónicos, microondas, para citar apenas alguns).
É realmente urgente:
1. Aprovar leis apropriadas.
2. Celebrar os tratados internacionais.

Nós, as vítimas de controlo da mente, estamos a colocar a nossa esperança nos membros do parlamento e em pessoas influentes a quem nos dirigimos, com esperança e confiança de que farão todo o possível para obter leis adequadas e tratados internacionais que são necessários para proteger os direitos dos cidadãos e limitar o uso de armas não letais.
Como disse no meu depoimento, que antes enviei, se as pessoas não se dão ao trabalho de informar-se sobre o assunto, se não mais, mostrando um espírito aberto, tudo parece ficção científica ou um produto da imaginação desenfreada.

Advertisements

2 Responses to “Necessidade De Impor Uma Directiva Do Parlamento Europeu”

  1. Nuatan Pendragon Says:

    Não é mais necessário utilizar eletrodos para controlar as funções cerebrais a distância. Após os experimentos de Delgado, na década de 1950, começou-se a utilizar um modelo de biometria por EEG a distância que permite a individuação e ativação de funções mentais para individuos distintos, e a distância. Os detalhes estão neste site que trata do controle físico da mente de modo científico e objetivo.

    Já existe na internet vários site sobre vítimas de tortura psicotrônica e surge a pergunta, por que ser vítima?

    Por isso o site Controle Físico da Mente está lançando este desafio para os engenheiros eletrônicos, eletricos, físicos, neurologistas, e profissionais afins.

    Evite que as tecnologias de controle eletrônico da mente funcione e ganhe $20,000.00 dolares

    Contrua um modelo que impeça os sinais psicotrônicos atingirem seus alvos, e ganhe $20,000.00 dolares.

    Os organizadores do site deposita o valor em conta corrente após comprovada a interferencia efetiva nas ondas eletromagnéticas de tortura psicotrônica.

  2. BlogdoSergioRBRangel (@mikazasukaza) Says:

    Fui incluído no Brasil e gostaria de produzir provas, há condições de me visitarem aqui ?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: